sábado, junho 12, 2010

NEUROCIÊNCIAS, MAX NUNES, PLÍNIO MARCOS, LAURA VOUTILAINEN, OCTÁVIO ARAUJO, STACY EDWARDS & SONIA PALLONE


SERÁ QUE DÁ HEXA DESSA VEZ? -  Confesso: não entendo pirocas nenhuma de futebol. E tenho cá minhas razões. Primeiro, sempre fui um perna-de-pau. Na lata, pei bufe. Segundo, não sou de perder tempo com esse joguinho feio e ronceiro armado nas retrancas. Negócio amarrado, tá doido? Destá. Por não entender bulhufas do esporte bretão, não fico na minha, também sou achegado a admitir ser uma das manias saudáveis do Brasil. Vamonessa! Ainda digo mais: perdido por um, perdido por mil. Derrota por 1 é o mesmo que uma goleada de 40 gols. A desmoralização é a mesma. É ou não é? Mais ainda: sou da laia que se aventura a dizer que a melhor defesa é o ataque. E só gosto de espetáculo de circo pegando fogo: ou tudo ou nada. Teibei! Sou brasileiro acima de tudo e, também, mesmo não me vendo representado pela CBF - instituição privada carregada de interesses escusos - quero ser mais um entre os quase duzentos milhões de treinadores da Seleção Brasileira. Casa de Maria-Joana que se preze é assim: quanto mais mexido, pior. Mas, teco. Se tudo tem ingerência transnacional, por que não posso também botar meu bedelho no meio?! Então, vou zuretar meus pitacos descarados também. Assumo e digo logo. Essa seleção do Dunga, pra mim, não é lá grande coisa. E muito menos quer dizer nada a gente ter se classificado nas eliminatórias ou da conquista duma besteira de Copa América (idem, ibidem) e da Copa das Confederações (só tinha meia-boca). Pra mim, tudo isso já era uma obrigação de penta ou não é? Ademais, sapeco pra você espiar que não assisti uma partida sequer de nada disso. Contudo, baseio meios argumentos na falácia de um certo primo entendido achegado da família de uma fulana distante que é cunhada do irmão do meu vizinho que nem sei o nome, que não perde pelada nenhuma e vive grudado em todos os debates das mesas dos programas de TV, e disse categoricamente que a seleção era uma meleca. Se ele diz, eu assino embaixo.Verdade. O próprio Dunga deveria estar com os 7 anões ao invés de virar ícone duma geração de brutamontes quebra-canelas.Pra CBF, um recado:- Ô seus magnatas, num acha que tá demais o tapetão não?  Que coisa! Quanto à escalação, não sei. A convocação dos jogadores, não vi, mas sei que é decepcionante. Tirante uma meia dúzia de famosos que são certos na escolha, o resto só serve mesmo de marcação pra zero a zero. E pra matar a gente do coração. Tenho pra mim que qualquer criançinha de tino convocaria uma seleção melhor que essa. Por isso, repito: como sou brasileiro vou torcer na tuia pela conquista do hexa. Dito e feito. Tô dentro e com todo mundo! Mesmo sabendo que o esporte que vale de mesmo aqui é a espórtula! Não adianta fazer outra coisa porque no Brasil tudo para e só nos resta torcer de se espremer todo. Agora é entrar na onda e ver se não morre afogado. Depois a gente pensa nas eleições vindouras. Então vamos aprumar a conversa & tatariutaritatá! Veja mais aqui.




Imagem: Noturno (1972), litografia do gravador, pintor, desenhista, ilustrador e artista gráfico Octávio Araújo.


Curtindo o álbum Tässä hetkessä (2005), da cantora finlandesa Laura Voutilainen. Veja mais aqui.

EPÍGRAFE - [...] Quando aconteceu o gol, ele morreu, morreu feliz, Feliz morreu e nem ficou sabendo que o gol que ele esperava não valeu, extraído do livro O pescoço da girafa: Pílulas de humor por Max Nunes (Companhia das Letras, 1998). Veja mais aqui.

NEUROCIÊNCIAS – O livro Neurociências ilustrada, de Claudia Krebs, Joanne Weinberg e Elizabeth Akesson, aborda temas como o sistema nervoso e a neurofisiologia básica, a visão geral do sistema nervoso central e periférico e visceral, a medula espinal, a organização do tronco encefálico, os tratos sensoriais ascendentes, os tratos motores descendentes, o controle dos movimentos oculares, inervações sensorial e motora da cabeça e do pescoço, audição e equilíbrio, sistemas e analises do tronco encefálico, córtex cerebral, tálamo, visão, gânglios de base, cerebelo, integração do controle motor, visão geral do hipotálamo, sistema límbico, olfato e paladar, dor, zonas arteriais terminais, vísceras, processamento cortical, tensão, testes, TDAH, síndromes, neurotransmissores, nervos, lesões, entre outros importantes temas.  REFERÊNCIA: KREBS, Claudia; WIENBERG, Joanne; AKESSON, Elizabeth. Neurociências ilustrada. Porto Alegre: Artmed, 2013. Veja mais aqui e aqui.

O PESCOÇO DA GIRAFA – O livro O pescoço da girafa: Pílulas de humor por Max Nunes (Companhia das Letras, 1998), reunindo frases, textos e poemas do humorista, médico e polímata Max Nunes (1922-2014), selecionados e organizados por Ruy Castro. Da obra destaco os trechos: Filho único é uma coisa tão chata que não há no mundo quem tenha dois. Se acupuntura resolvesse, porco-espinho não ficava doente. Ninguém conhece melhor um uísque falsificado do que um legítimo bebum. Hoje, numa sala de aula, o verdadeiro quadro negro é o salário do professor. A polícia de Nova York descobriu 100 quilos de cocaína no aeroporto. A droga tinha sido colocada no nariz do avião. No Brasil, o que pega fogo com mais facilidade não é o álcool, nem a gasolina. É colchão de penitenciária. Veja mais aqui.

GOSTO DE PROIBIDO – Entre os poemas da poeta, designer e blogueira Sonia Pallone, editora do blog Solidão de Alma e reúne seus trabalhos literários no Recanto das Letras, destaco o seu poema Gosto de Proibido: ...Um anjo desajeitado me tomou de surpresa uma noite... E os olhos, arregalados de espanto ocultaram-se para o clarão do dia Tornando o encanto exorcizante e pálido... Minha vida saltou para um futuro que ainda viria E todo o tempo, entremeio, esqueci nas horas da descoberta que não pedi... Que sôfrega levantou os lençois Me seduzindo e me revelando... Deixando no ar um gôsto de proibido E uma pergunta que nunca mais se calou... Veja mais aqui.

O ASSASSINATO DO ANÃO DO CARALHO GRANDE – A peça teatral O assassinato do anão do caralho grande, do dramaturgo, escritor, jornalista e ator Plinio Marcos (1935-1999), leva ao palco figuras do circo, como o leão e o domador, trapezistas, transformistas, palhaços, entre outros, com enredo que revela as dificuldades dos artistas de circo, as intolerâncias que enfrentam, seu instinto de sobrevivência e a grande fraternidade os une. Veja mais aqui, aqui, aqui e aqui.

IN THE COMPANY OF MEN – A comédia de humor-negro In the Company of Men (Na companhia de homens, 1997), é uma adaptação da peça teatral homônima do autor e diretor Neil LaBute, contando a história de dois executivos que após repetidas rejeições amorosas, planejam uma vingança contra as mulheres e ambos seduzem uma colega de trabalho vulnerável, apenas pelo prazer de abandoná-la assim que ela se mostrar confiante e apaixonada. O destaque do filme fica por conta da atuação da atriz estadunidense Stacy Edwards. Veja mais aqui.

IMAGEM DO DIA
Todo dia é dia da atriz estadunidense Stacy Edwards. 



Veja mais sobre:
Neurociências aqui, aqui e aqui.

E mais:
Das idas e vindas, a vida, Roberto Crema, Martins Pena, Leila Diniz, Angeli, Sharon Bezaly, Paulo César Saraceni. Anders Zorn, Eudes Jarbas de Melo & João Monteiro aqui.
Cinema aqui, aqui e aqui.
Uns trecos dos tecos, A importância do sono, Doro arretado & Zé Bilola aqui.
Horário eleitoral puto da vida: a campanha de Zé Bilola aqui.
Cordel O sertanejo Antonio Cobra Choca, de José Vila Nova aqui.
Voto Moral aqui.
Maurren Maggi aqui.
Horário eleitoral, Dani Calabreza & outras presepadas aqui.
Fecamepa aqui e aqui.
Palestras: Psicologia, Direito & Educação aqui.
Livros Infantis do Nitolino aqui.
&
Agenda de Eventos aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA
Veja aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Recital Musical Tataritaritatá
Veja aqui.

JUNG, BAUMAN, QUINTANA, GONZAGA, JOÃO CABRAL, DOROTHY IANNONE & ESCADA

UMA COISA DENTRO DA OUTRA – Imagem: Blue and wihte sunday morning , da artista estadunidense Dorothy Iannone . - Olá, gentamiga, um dia ra...