sexta-feira, julho 12, 2013

RECITANDO CASTRO ALVES



O NAVIO NEGREIRO
(Tragédia no mar)

VI

Existe um povo que a bandeira empresta 
Pr'a cobrir tanta infâmia e cobardia!...
E deixa-a transformar-se nessa festa 
Em manto impuro de bacante fria!...
Meu Deus! meu Deus! mas que bandeira é esta,
Que impudente na gávea tripudia?!...
Silêncio!... Musa! chora, chora tanto
Que o pavilhão se lave no teu pranto...

Auriverde pendão de minha terra,
Que a brisa do Brasil beija e balança,
Estandarte que a luz do sol encerra,
E as promessas divinas da esperança...
Tu, que da liberdade após a guerra,
Foste hasteado dos heróis na lança,
Antes te houvessem roto na batalha,
Que servires a um povo de mortalha!...

Fatalidade atroz que a mente esmaga!
Extingue nesta hora o brigue imundo 
O trilho que Colombo abriu na vaga,
Como um íris no pélago profundo!...
...Mas é infâmia de mais... Da etérea plaga 
Levantai-vos, heróis do Novo Mundo...
Andrada! arranca este pendão dos ares!
Colombo! fecha a porta de teus mares!


CASTRO ALVES - Antônio Frederico de Castro Alves nasceu em Muritiba (BA), no dia 14 de março de 1847 e faleceu no dia 06 de julho de 1871, em Salvador (BA). É o patrono da Cadeira nº 7 da Academia Brasileira de Letras. É considerado o maior romântico brasileiro e, com Tobias Barreto, um dos fundadores da escola condoreira, inspirada em Vítor Hugo. Nativista, revelador da paisagem brasileira, republicano e abolicionista — o cantor do Navio negreiro é o nosso grande poeta social e nacional. Obras: Espumas flutuantes (1870), Gonzaga ou a Revolução de Minas (1875), A cachoeira de Paulo Afonso (1876), Vozes d`África. Navio Negreiro (1880),  Os escravos, obra dividida em duas partes: 1. A cachoeira de Paulo Afonso; 2. Manuscritos de Stênio (1883).

BIBLIOGRAFIA:
ALVES, Castro. Poesias completas. Rio de Janeiro: Spiker, s/d.


Veja mais sobre:
Cikó Macedo & Santa Folia, James Joyce, Marilena Chauí, Charles Darwin, Auguste Rodin, Henri Matisse, Arto Lindsay, Frank Capra, Mademoiselle George, Donna Reed, Revista Acervum, Graça Graúna & Irina Costa aqui.

E mais:
James Joyce, Ayn Rand, Enrique Simonet, Lenine, Alina Zenon, Elisa Lucinda, Paula Burlamaqui & O sonho de Orungan aqui.
Platão, Literatura Pernambucana, As várias vidas da alma, Padre Bidião & Oração do Justo Juiz, Serpente de Asas, Educação, Psicologia & Sociologia, Responsabilidade Civil & Crimes Ambientais aqui.
As mulheres soltam o verso: Joyce Mansour, Elizabeth Barret Browning, Lya Luft, Laura Amélia Damous, Ana Terra, Gerusa Leal, Rosa Pena, Lilian Maial, Clevane Pessoa, Branca Tirollo, Mariza Lourenço, Xênia Antunes, Soninha Porto, Aíla Sampaio & muito mais aqui.
Psicologia no Brasil, Armélia Sueli Santos, Carmen Queiroz, Bárbara Rodrix, Verônica Ferriani, Paula Moreno & Liz Rosa aqui.
Mesmer & o mesmerismo, Nara Salles, Mirianês Zabot, Elaine Gudes, Eleonora Falcone, Juliana Farina & Dani Gurgel aqui.
Martin Buber & Elisabeth Carvalho Nascimento, Celia Maria, Adryana BB, Ivete Souza, Sandra Vianna & Elisete aqui.
Ayn Rand & Teca Calazans, Danny Reis, Tatiana Rocha, Valéria Oliveira, Natalia Mallo & Dani Lasalvia aqui.
István Meszaros & Tetê Espíndola, Luciana Melo, Fhátima Santos, Thaís Fraga, Ana Diniz & Patty Ascher aqui.
Poetas do Brasil aqui, aqui e aqui.
Todo dia é dia da mulher aqui.
A croniqueta de antemão aqui.
Fecamepa aqui e aqui.
Palestras: Psicologia, Direito & Educação aqui.
Livros Infantis do Nitolino aqui.
&
Agenda de Eventos aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA;
Veja Fanpage aqui e mais aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Paz na Terra:
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja os vídeos aqui & mais aqui e aqui.