sábado, janeiro 11, 2014

DICIONÁRIO TATARITARITATÁ – O PAI DOS FABOS BURROS



DICIONÁRIO TATARITARITATÁ – Gentamiga, como a moçada simpática que prestigia minhas páginas tem perguntado em que país ou planeta eu estou, respondo: vivo no Brasil desde que nasci. Todavia, parece que a turma pensa que eu falo uma droga de grego qualquer ou esperanto, volapuque, interlíngua ou que desgraça de traste de fala é essa que eles não sacam patavina. Bem, explico: é um pernambuquês condimentado com nordestês, brasileirês e outros processos semânticos e linguísticos da boba da peste do regionalismo heterodoxo nacional, mais juridiquês, analfabetês com acréscimos doutras expressões apropriadas de tantas outras línguas! Tradução: ininteligível mesmo, só para iniciados da mesma laia.


Em vista disso, a falida Edições Nascente, sem ter onde nem onde se estabelecer, resolveu ter a iniciativa de tornar pública a panaceia da sua salvação financeira para ressurgir qual Fênix depois do maior desalinhamento dos planetas, confeccionar o Dicionário Tataritaritatá. Para isso, contratou a peso de ouro, pinga e baforadas, o proeminente Dr. Zé Gulu para fazer o planejamento estrutural e a coordenação geral do volume, secretariado por nada mais nada menos que a equipe do presidenciável e melepeiro Doro, composta por Zé Bilola, Afredo Bocoió, Zé Corninho e Robi Magaiver, sob a supervisão especial do sábio cenobita Padre Bidião.

O volume promete dar rasteira no Houaiss, toque de arrodeio no Aurélio, banho de cuia no Aulete, cama de gato no Michaelis e botar no bolso até as afamadas enciclopédias Britannica, Sueca, Larrouse, Barsa, Mirador e lá vai teitei, prometendo sobrepujar a insuperável Enciclopédia Griz.

O alfarrábio conterá verbetes, vocábulos e léxicos, termos próprios, significado, coletivos, sinônimos e antônimos, radicais e derivados, rimas e anagramas, motes e deixas, conjugação verbal, orientação morfológica e sintática (danou-se!), dizeres e anedotas, abreviaturas, gentílicos, nomenclatura, classificação gramatical (pelo que pude ver, essa ainda tá devendo!), terminologia, ortografia dantanho e dagora, glossário geral (vixe, embolou o meio de campo!), relação de sinais (essa não vi, mas dizem que inclui Libras, Código Morse, Braile, Código Q, metalinguagens, criptografia, estenografia, telegrafia, sinais de trânsito, tufos de fumaça dos Apaches, até é falado por um Cid Moreira cover – que dizem na verdade ser o vereável locutor Edson Silva, bastando colocar o dedo num pitoco lá e ouvir-se a pronúncia está certa ou errada, tanto faz como tanto fez, explicando tintim por tintim), afora palíndromo, pulhas, chistes e vanilóquios.

Garante a editora que o trabalho está em fase de conclusão (muito embora se saiba por debaixo dos panos que a arenga maior é o título do cartapácio, uma vez que o Dr. Zé Gulu bate o pé pra ser Dicionário Tataritaritatá: o pai dos fabos burros e apedeutas graduados. Já a recada do contra - que é a maioria esmagadora - quer substituir o subtítulo por: pai dos fabos, apedeutas e intelectuais de sovaco. Como não se entendem, nem abrem mão de um cabelinho de sapo em nada, então a coisa vai demorar, podendo até gorar e só na outra. Esse papo do enganchamento ganha vulto com a previsão de que o calhamaço terá mais de zilhões de páginas, parecendo mais o Livro de Areia de Jorge Luiz Borges que não tem fim nem começo, avalie), reiterando a promessa da editora de lançá-lo festivamente e sob a maior parafernália marketeira ainda nesse primeiro semestre. Quem viver, verá. Então, procês, uma colher de chá da porratoda.

DICIONÁRIO TATARITARITATÁ
(O pai dos fabos burros, apedeutas graduados e intelectuais de sovaco)
I

Aguarde, lançamento em breve (será? Só vendo para crer!).


Veja mais sobre:
O cis, o efêmero & eu aqui.

E mais:
Cancioneiro da imigração de Anna Maria Kieffer & Ecologia Social de Murray Bookchin aqui.
A poesia de Sylvia Plath & a Filosofia da Miséria de Proudhon aqui.
Antonio Gramsci & Blinded Beast de Yasuzo Masumura & Mako Midori aqui.
Mabel Collins & Jiddu Krishnamurti aqui.
Christiane Torloni & a Clínica de Freud aqui.
Paulo Moura, Pedro Onofre, Gustavo Adolfo Bécquer, Marcos Rey, Mihaly von Zick, Marta Moyano, Virna Teixeira aqui.
A irmã da noite aqui.
A obra de Tomás de Aquino & Comunicação em prosa moderna de Othon M. Garcia aqui.
Essa menina é o amor aqui.
Uma gota de sangue de Demétrio Magnoli & mais de 300 mil no YouTube aqui.
A filosofia & Psicologia Integral de Ken Wilber & o Natal do Nitolino aqui.
Possessão do prazer aqui.
Roberto Damatta & o Seminário do Desejo de Lacan aqui.
A febre do desejo aqui.
A nova paixão do Biritoaldo: quando o cara erra a porta de entrada, a saída é que são elas aqui.
A ambição do prazer aqui.
Todo dia é dia da mulher aqui.
A croniqueta de antemão aqui.
Fecamepa aqui e aqui.
Palestras: Psicologia, Direito & Educação aqui.
Livros Infantis do Nitolino aqui.
&
Agenda de Eventos aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA;
Art by Derinha Rocha
Veja Fanpage aqui e mais aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Paz na Terra:
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja os vídeos aqui & mais aqui e aqui.



JUNG, BAUMAN, QUINTANA, GONZAGA, JOÃO CABRAL, DOROTHY IANNONE & ESCADA

UMA COISA DENTRO DA OUTRA – Imagem: Blue and wihte sunday morning , da artista estadunidense Dorothy Iannone . - Olá, gentamiga, um dia ra...