quinta-feira, abril 07, 2016

PADRE BIDIÃO, EXTRATERRESTRES & NOVO MESSIAS


PADRE BIDIÃO, EXTRATERRESTRES & NOVO MESSIAS - Um novo estardalhaço tomou conta do noticiário, roubando o foco de todas as atenções do planeta. Tal sucedido se deu por dois motivos bastante controversos: o primeiro, porque foi constatada pela astrologia e outras ciências ocultas que, na passagem do dia 4 para o dia 5 de fevereiro de 1962, ocorreu uma reunião de sete planetas da nossa galáxia no signo de Aquário, resultando disso uma curiosa situação: ou o fim do mundo, ou o nascimento do novo Messias. Pesquisadores e esotéricos iniciados deram conta de que não se daria a primeira hipótese, porque já faz muito tempo e nada aconteceu que causasse a destruição da Terra; mas a segunda, sim, essa sim, justamente quando se deu, finalmente, a confirmação da data do nascimento do Padre Bidião: às 7 horas da manhã do dia 5 de fevereiro daquele ano. Isso mesmo. Principalmente por outro relevante motivo: deu-se o vazamento de informações de que o famigerado padre havia mantido contatos de quinto grau com extraterrestres dos trilhões de galáxias distantes do universo. Inclusive, aumentando ainda mais o boi de fogo das línguas soltas, detalhes amiudados deram conta de que ele e os seus nove clones originais – afora um que, por defeito de fabricação, anda tocando fogo no mundo, na vida das pessoas, no Congresso Nacional e onde mais houver espaço para ele implantar a desordem, a discórdia e construir a sua Torre de Babel -, constituíram famílias nos mais longínquos planetas nas mais remotas áreas galácticas. Justo por ser ele o único ser humano possuidor de um disco-voador – que ninguém nunca viu e, acredito, quem vê morre! Essa a maldição -, e que vive zanzando entre o céu, o inferno, purgatório e todas as adjacências, além dos quatro cantos da imensidão universal, só a ele foi dado essa condição de manter relacionamentos com seres inter e extragalácticos, exatamente por ter nascido na conjunção dos planetas no início da década de 1960. Por conta disso, eis que jornais, revistas, publicações sensacionalistas, tabloides sanguinolentos, nanicos e fanzines, emissoras com seus locutores injuriados AM e FM, redes de tevês oficiais e piratas, sistemas de autofalantes, redes sociais, megafones de profetas e semideuses, boataria e fofocas adoidadas deram conta da última descoberta, esgotando todas as edições em instantes em todos os países do mundo. Isso é o que prevalece entre os ditos e desditos na terrinha boa de Alagoinhanduba! Tanto é que o Doro apareceu dizendo: - Ué, eu nem vi isso em canto nenhum! Nem eu, ora! Mas o zunzunzum tornou-se grande, o povo tomou conta e se encarregou de passar de boca em boca, uns aos outros e, dizem mãos no peito e pés juntos, que a notícia é verdadeira. Restaram apenas alguns quase irreconhecíveis recortes rasgados das páginas das mais pretensas publicações para quaisquer constatações – o que é pra lá de improvável, mas destá! Isso tudo é resultado duma bombástica e íntima entrevista - na cama! - concedida pelo pároco a uma respeitável, competente e, diga-se de passagem, com todos os atributos de uma gostosuda celebridade, contando detalhes e revelando os segredos mais irreveláveis sobre a existência humana e o escambau a quatro. Evidente que pela intimidade do encontro, jamais se poderia colocar a entrevista na íntegra, vez que nem o decoro público, muito menos o falso moralismo permitiriam publicidade de tão escandaloso diálogo, podendo-se, apenas, encontrar tacos das publicações e encontrar vídeos perdidos na rede – afora umas revistas pornôs que a distinta moça vendeu as fotos, os direitos e o que lhe era de direito. Consta que a citada jornalista conseguiu - não se sabe como nem por qual motivo -, essa matéria exclusivíssima no OVNI do religioso, arrancando dele declarações estupendas que provocoram o maior óóóóóóóóóó na humanidade. Entre as destacadas estão a resposta que ele deu sobre a invasão dos extrarrestres: - Não é de bom alvitre atribuir aos outros, principalmente a seres superiores, as nossas fraquezas e desumanidades! Não bastam as mitologias, o Velho Testamento e outros escritos sagrados e profanos que colocam um deus antropomorfo e com todos os defeitos humanos? Bum! Ao ser perguntado sobre um possível contato entre os seres humanos com extraterrestres, ele simplesmente mencionou: - Os seres humanos e a ficção científica possuem uma visão equivocada dos nossos irmãos extraterrestres. Ninguém na face da Terra está preparado para este encontro. Tei bei! Perguntado sobre a vinda do novo Messias para salvar a Terra da invasão de alienígenas, ele apenas disse: - Não existe Messias, nem papa, nem padre, nem pastor, nem quem quer que seja para salvar a humanidade de seus milenares pecados e vícios. O verdadeiro Messias está dentro do coração de cada uma das pessoas! O Grande Deus é um só e está em cada um de nós! Por isso, o verdadeiro Messias só aparecerá quando cada um sentí-lo dentro de si mesmo. Eita! Inquirido sobre a localização da Igreja Bidiônica e seus propósitos, ele revelou: - Minha igreja não está em lugar nenhum e em todo lugar: está no coração de cada um. Bufte! Afora isso, o que se sabe apenas de tudo isso é duns vídeos e páginas de revistas da irrepreensível jornalista em poses e posições com o religioso, que suplantaram o Kama Sutra e todas as revistas de sacanagens das bancas de revistas. Além disso, soube-se que ela pediu demissão de uma grande rede de tevê brasileira, tornando-se sacerdotisa da Igreja Bidiônica – de entrevistadora passou a ser entrevistada – e que está doidinha e arreada de paixão pelo doutor Ciuça Gorda, o James Bound da atualidade. Ah, mas esse não está na história, fica pra próxima quando, só depois, passo a ficha corrida dele. Ah, tá. O nome da moça? Ih, passei batido. Vou catar e passo procês. E vamos aprumar a conversa & tataritaritatá! © Luiz Alberto Machado. Direitos reservados. Veja mais aquiaqui.


Imagem: a arte do pintor italiano Gino Severini (1883-1966).

Veja mais: William Wordsworth, Gabriela Mistral, Gregório de Matos Guerra, Ravi Shankar, Krzysztof Kieslowski, Almada-Negreiros, Ana Miranda & Irène Jacob aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA
Imagem: Chinese realist painter (1967), do artista plástico Liu Yuanshou.
Veja aqui e aqui.


VINICIUS, MIGUEL ASTURIAS, ORTEGA Y GASSET, CAMILLE CLAUDEL & RICHARD MARTIN

IARA, IARAVI – Um dia Fiietó se apaixonou. E ele com a sua força e firmeza no braço, altivez de porte e agudez de vista, dominava a matari...