segunda-feira, abril 03, 2017

WANGARI MAATHAI, SARKISSOVA, RUPEL, NICK UT, MARTINEZ & LU FRANZIN

DAQUI PRACOLÁ PELAS CALÇADAS & ZIS CAMINHOS - Daquipracolá, eu voo sozinho pelas calçadas, por zis caminhos. Na verdade, outros descaminhos inventando alvos que só chamam atenção pelas armadilhas armadas entre mentiras e perversões na histeria dos congestionamentos e sectarismos. Quem vai sozinho vai a pé e divisa sempre gritos escatológicos estripando esperanças com os horrores de velhos costumes mantidos em formol. É a vez do mata-burro, ultrapasse se for capaz, porque a rota é o desespero de se perder por incontornáveis obviedades. Se perseguir, vá e dê de cara com o sangue a escorrer impune pelos esgotos, se puder veja onde vai dar, só resta um sorriso resignado diante dos contornos de situações alarmantes. Há de seguir, vá adiante a conviver todos os dias com o disfarce de pacifistas deformados pela ameaçadora repercussão do estrepitoso espasmo do vetusto diante da senilidade precoce. O novo, ah o novo, o novo já vem velho e o asno segue a buscar da cornucópia entre as artes que são mudas e aqueles que são surdos. Não há como ignorar o ruído das vozes do tempo, zoadeiro medonho. Não há mais segredos nas alegrias da ignorância, tudo imerso no horror da miséria cotidiana, 0 afeto outras aversões, a voz outras agressões, o encontro outros desencontros e a cantiga é uma só: daquipracolá, eu voo sozinho pelas calçadas, por zis caminhos. © Luiz Alberto Machado. Veja mais aqui.

Curtindo os álbuns Odpri oči (Open your eyes – Helido, 1994), Življenje je kot igra (Life is as a game – Menart Records, 1996), Moje sanje (My dreams - Menart Records, 1997) e Ne ustavi me nihče (Nobody stops me – Nika Records, 2000), da cantora, compositora, radialista e jornalista eslovena Anja Rupel.

Veja mais sobre:
A vida é uma canção de amor & Milo Manara aqui.

E mais:
Marquês de Sade, Karen Horney, Chico Buarque, Maria Clara Machado, Günter Grass, Larry Vincent Garrison, Angela Winkler, Luiz Edmundo Alves, Monica & Monique Justino aqui.
A saga do Padre Bidião aqui.
Proezas do Biritoaldo: Quando a língua dá no dente do alcaguete, sai de riba que lá vem o enterro voltando aqui.
Pode até ser, mas se não for, nunca será, Lina Cavalieri, Chris Maher & Eloir Amaro Júnior aqui.
A desmedida correria para perder o bom da vida, Heitor Villa Lobos, Francis Bacon & Fúlvio Pennnacchi aqui.
O maravilhoso mistério da vida, Ana Torroja, Rebecca West, Alan Bridges, Marie-Louise Garnavault & Julie Christie aqui.
Quem quer diferente tem que fazer diferente, Cândido Portinari, Xiomara Fortuna, Marcus Garvey & Emmanuel Villanis aqui.
O prazer de amar e de ser amado, Joyce, Bigas Luna, Aitana Sánchez-Gijón & Luciah Lopez aqui.
Todo dia um novo ano, Egberto Gismonti, John Poppleton, Sy Miller & Jill Jackson aqui.
Betinho, Augusto de Campos, SpokFrevo Orquestra, Alan Parker, Graça Carpes, Rinaldo Lima, Bader Burihan Sawaya & Tempo de Morrer aqui.
Galileu Galilei & Bertolt Brecht, Nise da Silveira, Egberto Gismonti, Michelangelo Antonioni, Irena Sendler, Glória Pires, Anna Paquin & Charles André van Loo aqui.
Imre Madách & A tragédia humana, Pierre Rode, Robert Joseph Flaherty, Franz West, Vera Ellen, Anne Chevalie & Sarah Clarke aqui.
Adolfo Bécquer, Paulo Moura, Pedro Onofre, Antônio Miranda & Gárgula – Revista de Literatura, Marcos Rey & Marta Moyano, Mihaly von Zick, Associação de Blogs Literários do Nordeste (ABLNE), Virna Teixeira & Programa Tataritaritatá aqui.
Marlos Nobre, André Breton, Nikos Kazantzákis, Toni Morrison, Milos Forman & Natalie Portman, Adolf Ulrik Wertmüller & Tanussi Cardoso aqui.
Nicolau Copérnico, Carson McCullers, Alberto Dines & Observatório da Imprensa, Rogério Tutti, Capinam, István Szabó, Krystyna Janda & Max Klinger aqui.
História da mulher: da antiguidade ao século XXI aqui.
Palestras: Psicologia, Direito & Educação aqui.
A croniqueta de antemão aqui.
Fecamepa aqui e aqui.
Livros Infantis do Nitolino aqui.
&
Agenda de Eventos aqui.


A arte do premiado fotógrafo vietnamita Nick Ut.

DESTAQUE: WANGARI MAATHAI
[...] Sempre encarei qualquer fracasso como um desafio que me impulsiona a seguir em frente. [...] por que havia desnutrição, escassez de água potável, perda de solo arável e chuvas irregulares (...). Por que estávamos atentando contra o nosso próprio futuro? Aos poucos, o Movimento Cinturão Verde foi se transformando: de um programa de plantio de árvores passou a ser também um programa de plantio de ideias. [...]
Trechos da obra Wangari Maathai: a mulher que plantou milhões de árvores (Galera Record, 2013), de Aurelia Fronty & Janaina Senna, e da autobiografia Inabalável – Memórias, da bióloga, professora e ativista ambiental queniana Wangari Maathai (1940-2011), Prêmio Nobel da Paz de 2004 e integrante do Movimento Cinturão Verde. Foi ela quem denunciou que o HIV seria um produto criado pelo homem através de bioengenharia e lançado na África por cientistas ocidentais não identificados, como uma arma de destruição em massa para punir os negros.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA
A arte da bailarina russo-austríaca Karina Sarkissova.
Veja Fanpage aqui & mais aqui e aqui.

DEDICATÓRIA:
A edição de hoje é dedicada à escritora Lu Franzin & ao blog Lêscrever... - Impressões,ensaios e opiniões do que leio.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Paz na Terra: Jesus-female, art by Ramon Martinez.
Veja os vídeos aqui & mais aqui e aqui.

 

KRISHNAMURTI, MILLÔR, CELSO FURTADO, JOSEPH CAMPBELL, BARBOSA LIMA SOBRINHO, GILVAN LEMOS, RIO UNA & MARQUINHOS CABRAL

MARQUINHOS CABRAL: DESDE MENINO SOLTO NA BURAQUEIRA – A gente aprontou muitas e tantas no quintal lá de casa e nos cômodos da casa dele ...