sexta-feira, dezembro 27, 2013

SAÚDE NO BRASIL



Art. 196. A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação (Saúde na Constituição Federal vigente).

Toda vez que desembarco no aeroporto e pego um táxi para ir pra casa, no trajeto eu vejo uma fila enorme. Não que fila seja nenhuma novidade ou que me chame atenção, nada disso. Afinal o Brasil é uma bronca arrodeada de filas por todos os lados. 


O curioso dessa fila é que ela sempre está ali de madrugada, exatamente quando chego das minhas viagens. De madrugada? Isso mesmo, por volta da 1 ou 2 da madrugada, sempre que retorno das minhas viagens por esse Brasilzão véio, arrevirado e de porteira escancarada.

Pior ainda é que eu, na minha santa ingenuidade, não sabia que havia uma fila dessas nessa hora (saber, na vera, sabia; todo mundo sabe, só que ninguém tá nem aí pra quem pintou a zebra!), mas que eu já tinha visto um montão de vezes nos meus retornos por lá, eu vi, só que não havia me dado conta nem me chamara atenção e a curiosidade como agora. 


Dessa vez indaguei do motorista do taxi:

- Que fila é essa, hem?

- É do posto de saúde!

Sabia lá que aquilo era posto de saúde! Parecia tudo, menos isso. Não tinha placa, luminoso ou indicação alguma. Aliás, tudo escuro, só uns dois ou três postes acesos na rua. Eu morria e não sabia que aquilo era um posto saúde. Dava para se imaginar de tudo: puteiro, casa de jogo, reunião de religiosos, ou coisa que valha. Mas posto de saúde, nunca!

- Mas toda vez que retorno da viagem que chego de madrugada essa fila está aí?

- Hômi, seu minino, essa fila num acaba nunca! É todo dia assim, de segunda a sexta. Só não tem sábado e domingo porque não tem ninguém pra atender.

- Ôxi! E por que o povo tá uma hora dessa se o expediente só começa lá pelas 8hs?

- Ah! É pra pegá a ficha. Se não chegar essa hora não pega ficha. Tem gente que virá a noite aí pra pegar ficha de atendimento. 


- Ah, então é a ficha do atendimento...


- É, de atendimento. Se precisar de coisa mais séria, esse atendimento marca só pra daqui uns 3 ou 4 meses. Tem que segurá a vida até lá, se morrer, babau, perde a vez, só na outra.

Veja mais da Saúde no Brasil. E mais aqui e aqui.


Veja mais sobre:
Fernando Pessoa & Albert Einstein aqui.

E mais:
Isadora Duncan & Simone de Beauvoir aqui.
Hilda Hilst & Zygmunt Bauman aqui.
Renata Pallottini & Carl Rogers aqui.
Daniela Spielmann & Eric Kandel aqui.
Bertolt Brecht, Nise da Silveira, Egberto Gismonti, Galileu Galilei, Irena Sendler, Michelangelo Antonioni, Charles André van Loo & Anna Paquin aqui.
A folia do prazer na ginofagia aqui.
Fecamepa & a Independência do Brasil aqui.
Têmis, Walter Benjamim, Luís da Câmara Cascudo, Sandie Shaw, Patrícia Melo, Marie Dorval, José Roberto Torero, Julia Bond & Iracema Macedo aqui.
Nise da Silveira & Todo dia é dia da mulher aqui.
Todo dia é dia da mulher aqui.
A croniqueta de antemão aqui.
Fecamepa aqui e aqui.
Palestras: Psicologia, Direito & Educação aqui.
Livros Infantis do Nitolino aqui.
&
Agenda de Eventos aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA;
Veja Fanpage aqui e mais aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Paz na Terra:
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja os vídeos aqui & mais aqui e aqui.




KRISHNAMURTI, MILLÔR, CELSO FURTADO, JOSEPH CAMPBELL, BARBOSA LIMA SOBRINHO, GILVAN LEMOS, RIO UNA & MARQUINHOS CABRAL

MARQUINHOS CABRAL: DESDE MENINO SOLTO NA BURAQUEIRA – A gente aprontou muitas e tantas no quintal lá de casa e nos cômodos da casa dele ...