quinta-feira, julho 10, 2014

PROUST, MESTRE VITALINO, RACHEL LEVKOVITS, CARL ORFF & PISSARRO.

Curtindo a cantata Carmina Burana (1935/36), do compositor alemão Carl Orff (1905-1982), com UC Davis Symphony Orchestra, University Chorus and Alumni Chorus e Pacific Boychoir perform at the Mondavi Central at UC Davis Series. 

Imagem: Femme nue de dos dans um intérieur, do pintor cofundador do Impressionismo francês, Jacob Abraham Camille Pissarro (1830-1903).


MARCEL PROUST - O escritor francês Marcel Proust (1871 - 1922) desde a infância que possuía uma saúde extremamente frágil e abalada por constantes crises de asma forçando-o a uma vida cercada de cuidados, voltada para a ociosidade, leituras e atividades de escritor. A sua grande obra Em busca do tempo perdido é composta de sete partes e foi publicada entre 1913/1927, totalmente narrada em primeira pessoa e apresentado a história de uma época e de uma consciência introspectiva de observador do mundo em que vivia. A obra possui um estilo admirável recuperando reminiscência que recompõe fatos e rememorando sensações e sentimentos. O primeiro volume da coleção é No caminho de Swan que é dedicado à narração da infância e adolescência do herói. Nessa obra destacamos: “[...] Há muito de acaso em tudo isso, e um segundo acaso, o de nossa morte, não nos permite muitas vezes esperar por muito tempo os favores do primeiro. Acho muito razoável a crença céltica de que as almas daqueles a quem perdemos se acham cativas nalgum ser inferior, num animal, um vegetal, uma coisa inanimada, efetivamente perdidas para nós até o dia, que para muitos nunca chega, em que nos sucede passar por perto de uma árvore, entrar na posse do objeto que lhe serve de prisão. Então elas palpitam, nos chamam, e logo que as reconhecemos, está quebrado o encanto. Libertadas de nós, venceram a morte e volta a viver conosco”. É dele também essa expressão “[...] Deixemos a mulher bonita para homens sem imaginação [...] porque é um desperdício uma mulher bonita para um homem só”. Veja mais aqui.

MESTRE VITALINO – Quando fui estudar Direito em Caruaru nos anos 1980, tive a oportunidade de ter contato direto com a obra de Mestre Vitalino (1909-1963, pseudônimo de Vitalino Pereira dos Santos). Esse artesão e ceramista da arte figurativa pernambucana, retratava em seus bonecos de barro a cultura e o folclore do Nordeste, ganhando reconhecimento nacional e internacional. Tive, inclusive, oportunidade de assistir ao belíssimo poético e musical O auto das sete luas de barro, do dramaturgo e encenador Vital Santos, pelo então Grupo Folguedo de Arte Popular, atualmente Grupo Freira de Teatro Popular, narrando a trajetória do mestre do nascimento à morte. Imortalizado por sua arte, se hoje fosse vivo, o Mestre Vitalino comemoraria 105 anos de idade. Salve, Vitalino!!!

RACHEL LEVKOVITS – Conheci a escritora, compositora, artista plástica e empresária francesa radicada no Rio de Janeiro, Rachel Levkovits por meio do Clube Caiuby de Compositores. Ela edita o blog que leva o seu nome, reunindo seus poemas e canções, entre os quais destacamos Sou, sim. E daí?: “Um dia, de todos, fico cheia / No outro, minha dor minguante / me transforma em nova / e, então, me sinto crescente. / Aí me dizem: É, ela é mesmo de lua!”. Hoje é aniversário e daqui nossos parabéns com uma modesta homenagem pra ela aqui.


Veja mais sobre:
A Uiara do Jaraguá aqui.

E mais:
Quebra de Xangô, Yulia Gorodinski, Relacionamentos Afetivos, Psicologia Jurídica & Criminologia aqui.
Deusa Vesta, Daniel Goleman & Foco, Crimes Tributários, Psicologia & Pesquisa aqui.
Gilles Deleuze & Félix Guattari, Peter Gabriel, Catarina Eufémia, Sam Mendes, Vicente Caruso, Mena Suvari, O Rádio & Radiodifusão, Psicopatologia & Memória, Sandra Fayad & Janne Eyre Melo Sarmento aqui.
Direito Ambiental aqui.
Tolinho & Bestinha: quando a lei do semideus é cachaça, tapa e gaia aqui.
Psicopatologia & Orientação, Psicologia Jurídica & Agências Reguladoras aqui.
A festa no céu do amor aqui.
A Utopia de Thomas More aqui.
Dois poemetos em prosa de amor pra ela aqui.
Psicopatologia & Atenção, Psicodrama & Crimes contra a administração pública aqui.
A contenda do amor aqui.
Todo dia é dia da mulher aqui.
A croniqueta de antemão aqui.
Fecamepa aqui e aqui.
Palestras: Psicologia, Direito & Educação aqui.
Livros Infantis do Nitolino aqui.
&
Agenda de Eventos aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA
Art by Ísis Nefelibata
Veja Fanpage aqui & mais aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja os vídeos aqui & mais aqui e aqui.



HERMILO, MARCEL PROUST, FRANÇOIS CHESNAIS, GIORGIO DE CHIRICO, DOWBOR, MAWU, LUCIAH LOPEZ & XEXÉU

CONVERSA DE SINAL – Imagem: La barca dei bagni misteriosi , do pintor italiano Giorgio de Chirico (1888-1978) - Lá vou eu entre avistad...