sábado, janeiro 24, 2015

TERÊNCIO, BEAUMARCHAIS, YAMANDU, SHARON TATE, JULIE DREYFUS & A CONSTITUIÇÃO FEDERAL

CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 – Uma Constituição é a Carta Magna, ou seja, a Lei Fundamental, Básica, Suprema, a Lei Maior, a Lei das Leis, sendo, pois, o conjunto de normas do governo, enumerando e limitando os poderes e funções em um regramento que constituem a Nação e o Estado soberano, definindo a política fundamental, os princípios políticos e estabelecendo a estrutura, procedimentos, poderes e direitos de um povo. A Constituição Brasileira traz no seu art. 1º que “Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos: I - a soberania; II - a cidadania III - a dignidade da pessoa humana; IV - os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa; V - o pluralismo político. Parágrafo único. Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição”. No art. 5º estão indicados os direitos e garantias fundamentais individuais e coletivos, definindo que: “Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes: I - homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos termos desta Constituição [...]”. Do art. 6º ao 13º estão inscritos os direitos sociais: “Art. 6º São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição”. Do art. 14º ao 16º estão inseridos os direitos políticos. Tudo muito bonito, como diz o antropólogo Roberto DaMata: “Uma Constituição pros franceses!”. Exatamente: onde estão os franceses? Aqui é que não estão, né? Entendeu ou quer que eu desenhe um mapa mundi? Pois é, acho que é exatamente por isso que nem mesmo o Poder Público brasileiro cumpre e respeita a Constituição, avalie a elite que não precisa e o povo que não sabe nem o que porra que é uma Constituição. Pergunto: O que é legal no Brasil? O que é ilegal? O último que cumprir apague a luz ao sair. Tô na escuridão, meu!?! Veja mais aqui

Imagem: foto da premiadíssima atriz estadunidense Sharon Tate (1943-1969) que foi brutalmente assassinada com oito meses de gravidez pelas mãos da notória família de Charles Manson.

Ouvindo: o álbum Yamandu ao vivo (2003), do violonista e compositor Yamandu Costa.

Frontispício códice medieval terenciano conhecido como Térence des ducs.

HOMO SUM HUMANI NIHIL A ME ALIENUM PUTO - Embasado nessa máxima do poeta e dramaturgo romano Públio Terêncio Afro, expressamos que: Nossos compromissos não podem nem devem ser meras palavras, porque o futuro avaliará nossas ações e seremos amanhã o que fizermos agora. Veja mais aqui


O BARBEIRO DE SEVILHA NAS BODAS DE FÍGARO – O escritor e dramaturgo francês Pierre-Augustin Caron de Beaumarchais (1732-1799) é autor de diversas comédias, entre elas O Barbeiro de Sevilha (1883) e as Bodas de Fígaro (1846), com diálogos vivos e cenas engraçadas, tendo em comum com as máscaras da Commedia dell´Arte. Em suas obras ele ataca o absolutismo e a nobreza numa ousada antecipação das ideias revolucionárias, oscilando entre a farsa e o drama, e mostrando de um lado uma juventude que luta pela vida e pelo amor, de outro uma nobreza decrépita em fase de inevitável esfacelamento. O autor foi um grande satírico e mestre do riso, filiando-se à tradição da farsa maldizente de reivindicação social, transformando-a em instrumento social. Veja mais aqui

JULIE DREYFUS – E como todo dia é dia da mulher, hoje é dia de homenagear a lindíssima atriz francesa Julie Dreyfus. Veja mais aqui.


Veja mais sobre:
Enquanto a vida passa..., Lidia Wylangowska, Victor Meirelles & Suzanne Marie Leclair aqui.

E mais:
Sanha, Erich Fromm, Moacyr Scliar, Akira Kurosawa, Nikolai Rimsky-Korsakov, Menotti Del Picchia & Jean-Hippolyte Flandrin aqui.
Federico Garcia Lorca aqui.
Frineia, Euclides da Cunha, Federico Fellini, Ana Terra, Amedée Ernest Chausson, Antonio Parreiras, Jean-Léon Gérôme & Programa Tataritaritatá aqui.
AIDS & Educação, John Dewey. & EaD aqui.
Sincretismo religioso aqui.
Racismo aqui.
O trabalho da mulher aqui.
Levando os direitos a sério, de Ronald Dworkin aqui.
Ética & Moral aqui.
A luta pelo direito, de Rudolf von Ihering aqui.
Saúde da Mulher aqui.
Quando a folia é maior em mim, A lenda Vapidiana Árvore de Tamoromu & Antúlio Madureira aqui.
A folia do frevo no meu coração, Galo da Madrugada, Nelson Ferreira & Jae Ellinger aqui.
Uma prosa nos entreversos do amor, Marco Ferreri & Andréa Ferréol, Fernado Alves, Maestro Duda & Luciah Lopez aqui.
A folia do biritoaldo desandou no carnaval, Frevo do mundo & Mário Hélio aqui.
Proezas do Biritoaldo aqui.
Lasciva da Ginofagia aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui e aqui.
História da mulher: da antiguidade ao século XXI aqui.
Palestras: Psicologia, Direito & Educação aqui.
A croniqueta de antemão aqui.
Fecamepa aqui e aqui.
Livros Infantis do Nitolino aqui.
&
Agenda de Eventos aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA
Art by Ísis Nefenlibata
Veja Fanpage aqui & mais aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja os vídeos aqui & mais aqui e aqui.




JUNG, BAUMAN, QUINTANA, GONZAGA, JOÃO CABRAL, DOROTHY IANNONE & ESCADA

UMA COISA DENTRO DA OUTRA – Imagem: Blue and wihte sunday morning , da artista estadunidense Dorothy Iannone . - Olá, gentamiga, um dia ra...