sexta-feira, novembro 15, 2013

ROBERTO DAMATTA &O SEMINÁRIO DO DESEJO DE LACAN



[...] Nada mais simples e bem-vindo do que o isolamento de um vírus e nada mais complexo do que esse próprio isolamento permitindo a realização de guerras bacteriológicas e de contaminação.

RELATIVIZANDO, DE ROBERTO DAMATTA – A obra Relativizando: uma introdução à Antropologia Social, de Roberto DaMatta, trata da explicação da antropologia como ciência, a diferença entre ciências naturais e sociais, a antropologia social ou cultural, os fenômenos das ciências naturais, tecnologias, ideologias, Lévi-Strauss, relativização do sistema, a antropologia biológica, a arqueologia, entre outros importantes assuntos.

Thomas Skidmore considera que o marco histórico das doutrinas raciais brasileiras é o período que antecede à proclamação da República e a Abolição da escravatura, momento de crise nacional profunda, que abala as estruturas sociais, a República sendo um movimento fechado e reacionário destinado a manter o poder dos donos de terra e a Abolição, um movimento progressivo e aberto que propõe a igualdade e a transformação das hierarquias (ameaça ao edifício econômico e social do país). Era necessária uma nova ideologia: ela foi dada com o racismo, ao lado das cadeias de relações sociais dadas pela patronagem e que se mantiveram aparentemente intactas. Essa fabula das três raças hoje, tem a força e o estatuto de uma ideologia dominante que fornece o mito das três raças, as bases de um projeto político e social para o Brasil através da tese do “branqueamento” como alvo a ser  buscado e finalmente é essa fabula que possibilita visualizar nossa sociedade como alvo singular – especificidade que nos é presenteada pelo encontro harmonioso das três “raças”.

A reação dos teóricos americanos e europeus ao “mestiço” no Brasil segundo a qual o Brasil não tinha futuro porque era um país de mestiços e de “mulatos”, de sub-raças híbridas e fracas, pode ser explicada como um modo de rejeitar a hierarquia que permite se ameaçar as elites com todo tipo de encontro e intimidades entre pretos, índios e brancos.

A fábula das três raças junta as duas pontas da nossa cultura: o popular e o elaborado. Os três elementos: o branco, o negro e o indígena, claro que foram importantes na nossa história, mas há uma diferença entre a presença empírica dos elementos e seu uso como recursos ideológico na construção da identidade social brasileira



BIBLIOGRAFIA:
DAMATTA, Roberto. Relativizando: uma introdução à Antropologia Social. Petrópolis: Vozes, 1981. Veja mais do autor aqui, aqui e aqui

SEMINÁRIO: O DESEJO E SUA INTERPRETAÇÃO, DE JACQUES LACAN - [...] Um poeta, Desire Viardot, numa revista em Bruxelas, por volta de 51-52, sob 0 titulo Phantamas, propôs esse pequeno .enigma fechado (vamos ver se um grito da assistência vai nos mostrar logo a chave): «A mulher term na pele um grão de fantasia», este "grão de fantasia" que é seguramente aquilo de que se trata um grau firme das contas, nisso quer modula e modela as relações do sujeito com aquele a quem ele demanda, seja quem for. E sem duvida não é por nada que no horizonte tenhamos encontrado 0 sujeito que contem tudo, a mãe universal, e que possamos por vezes nos enganar quanto a essa relação do sujeito com 0 todo que seria 0 que lhes seria desvendado pelos arquetipos analiticos. Mas e bem de outra coisa que se trata. E da abertura, e da hiancia sobre este algo de radicalmente novo que introduz todo 0 corte da fala. Aqui não e apenas da mulher que devemos almejar este grao de fantasia (ou ... este grão de poesia), é da propria analise. O DESEJO E SUA INTERPRETAÇÃO – O livro Seminário: o desejo e sua interpretação, de Jacques Lacan, é composto de vinte e sete lições que abordam a análise e a psicoterapia, o desejo, a transferência, a tradição hedonista da moral, a psicanálise, a estrutura da cadeia significante, o grafo, os sonhos e os desejos, o sonho é uma metáfora, a elisão, Sartre, a realidade humana e o prazer, Anna Freud, a dor de existir, a negação, o desejo e a função da constituição do desejo, masoquismo, satisfação do desejo, a interpretação do desejo, Ella Sharpe, Lewis Carroll, homologia, Descartes e Cristina da Suécia, a relação da mulher ao falo, Eros, entre outros assuntos. Veja mais aqui e aqui.

REFERÊNCIA
LACAN, Jacques. O desejo e sua interpretação. Porto Alegre: Associação Psicanalítica, 2002.


Veja mais sobre:
Imprensa Brasileira aqui e aqui.

E mais:
As pernas no Cinema & o Seminário – A relação do objeto, de Jacques Lacan aqui.
As pernas de Úrsula de Claudia Tajes & Mil Platôes de Gilles Deleuze & Félix Guattari aqui.
Marlene Dietrich & Hannah Arendt aqui.
Diálogos sobre o conhecimento de Paul Feyerabend & a poesia de Lilian Maial aqui.
As pernas da repórter Gracinaura aqui.
A tragédia humana de Imre Madách, a música de Pierre Rode, o cinema de Robert Joseph Flaherty, a pintura de Franz West, a arte de Vera Ellen & Anne Chevalier & Sarah Clarke aqui.
Educação, orientação e prevenção do abuso sexual aqui.
Segmentação do mercado na área de serviços aqui.
Das bundas & outros estudos bundológicos aqui.
Aristóteles, Rachel de Queiroz, Chick Corea, Costa-Gavras,Aldemir Martins, Teresa Ann Savoy, José Terra Correia, Fernando & Isaura, Combate à Corrupção & Garantismo Penal aqui.
Presente dela todo dia e o dia todo aqui.
O caboclo, o padre e o estudante, Lendas Nordestinas & Luiz da Câmara Cascudo aqui.
As obras de Gandhi & Programa das Crianças aqui.
Os lábios da mulher amada aqui.
Ritual do prazer aqui.
Funções do superego e mecanismos de defesa aqui.
Memória e esquecimento aqui.
Todo dia é dia da mulher aqui.
A croniqueta de antemão aqui.
Fecamepa aqui e aqui.
Palestras: Psicologia, Direito & Educação aqui.
Livros Infantis do Nitolino aqui.
&
Agenda de Eventos aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA;
Veja Fanpage aqui e mais aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Paz na Terra:
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja os vídeos aqui& maisaqui e aqui.





LIVROS PRAS CRIANÇAS & CANTARAU TATARITARITATÁ!

LIVROS PRAS CRIANÇAS Todo dia é dia de presentear livros pras crianças! Veja detalhes aqui . & CANTARAU TATARITARITATÁ ...