terça-feira, agosto 12, 2014

MIGUEL TORGA, ALFRED GILBERT, PAT METHENY, ANTONIO CABRAL FILHO, LUCIENE LEMOS & PROGRAMA TATARITARITATÁ.


Imagem: Mother Teaching Child, do escultor e ourives inglês Alfred Gilbert (1854-1934) no Dia Nacional das Artes.

Ouvindo More travel e Secret story do guitarrista de jazz norte-americano Pat Metheny, presentes do meu amigo Luciano Azevedo.

PROGRAMA TATARITARITATÁ – O programa Tataritaritatá que vai ao ar todas terças, a partir das 21 (horário de Brasilia), é comandado pela poeta e radialista Meimei Corrêa na Rádio Cidade, em Minas Gerais. Confira a programação desta terça aqui FESTA DE 32 ANOS – Hoje é dia de festa e o programa Tataritaritatá é totalmente por conta da querida Meimei Corrêa. Hoje tudo é dela: produção, seleção e apresentação do programa. Não posso adiantar muito porque o programa pra mim será surpresa. Apenas, ao que me cabe, só me resta manifestar minha gratidão por esse momento tão especial para mim, tanto a ela, parceira de todas as horas, como a todos que participam desse programa e das manifestações no Baú de Ilusões. SERVIÇO: PROGRAMA TATARITARITATÁ. Hoje, 12 de agosto, a partir das 21hs. Apresentação, produção e seleção musical: Meimei Corrêa. Veja mais do programa aqui. Para conferir toda festa clique aqui e aqui

MIGUEL TORGA - Há alguns anos fui presenteado pela médica e crítica literária alagoana, Cidinha Madeiro, com o livro Miguel Torga: o médico e poeta, do professor Hilton Seda, publicado Kalligrafos (2008), com prefácio  de Mário Viana de Queiroz e epílogo da própria Cidinha Madeiro, reunindo o exercício clinico do Dr. Adolfo Correira da Rocha nos diários de Miguel Torga, a política, a religião e Deus, a convivência do poeta com a doença, tudo recheado com relatos acerca da vida e obra, destacando seus poemas. Desse ótimo livro acerca da vida, trabalho e obra do escritor, dramaturgo e ensaísta português Miguel Torga (1907-1995), destacamos o Réquiem por mim: “Aproxima-se o fim. / E tenho pena de acabar assim, / em vez de natureza consumada. / Ruína humana. / Inválido do corpo / e tolhido da alma./ Morto em todos os órgãos e sentidos. / Longo foi o caminho e desmedidos / os sonhos que nele tive. / Mas ninguém vive / contra as leis do destino / e o destino não quis / que eu me cumprisse como porfiei, / e caísse de pé, num desafio. / Rio feliz a ir de encontro ao mar / desaguar, / e, em largo oceano, eternizar / o seu esplendor torrencial de rio”. Veja mais aqui.


ANTONIO CABRAL FILHO – O poeta mineiro Antonio Cabral Filho é editor do blog do Poeta Cabral e autor dos livros Ecce Homo (1997), Duelo de sombras (1999), Ver...so curto & grosso (2006), Cinza dos ossos (2008), Meus haicais preferidos (2010), entre outros. Entre seus poemas destacamos Revolixão culturar: “Revolixão curturar / todo mundo faz a sua, / é como aquela palavrinha / que a professora pediu ao Juquinha / com apenas duas letrinhas: cu / e quando fiz a minha / não registrei patente / nem direito autoral, / e, sequer almejo royaltes; / não joguei no lixo nada, / nada quebrei nem rasguei, / sequer poemas enfadonhos, / nada queimei na fogueira / das minhas veleidades, /cheias de valores bem pueris; / nenhum livro de Marx,/ Lênin, Gorki, Brecht / ou Maiakovski, / nenhum disco dos Beatles / ou de Elvis Presley / e nem deixei de ouvir As Valquírias / com todo o virtuosismo de Beethoven, / nenhum quadro de Van Gogh / foi parar no porão / nem rasguei os pôsteres / de brigite Bardeaux, / Mao Tsetung, Tchê Guevara, / Jimmy Hendrix, Janis Joplin,; / não fui fazer análise, / só para ser reicheano, / não abdiquei da carne vermelha, / parceira ideológica / de tantos recrutamentos, / e minha coleção de revistas eróticas / não parou de crescer, / desde o Carlos Zéfiro; / sequer dividi os amigos / entre direita e esquerda / nem promovi limpeza étnica / em gueto nenhum / do meu peito apaixonado, / como nunca deixei / a mulher amada / ver navios em cais deserto / só para sentir-me / o homem do futuro... / Também não troquei / a velha calça jeans / do dia anterior / pela farda verde-oliva / do algures dia-seguinte: / É que a minha / revolução cultural / foi de molécula em molécula, / progrediu sem traumas / e tornou-se, tranquilamente, / revolução permanente”.

LUCIENE LEMOS – Conheci o trabalho artístico da cantora e atriz mineira Luciene Lemos no Clube Caiubi de Compositores. Fiquei maravilhado com seu repertório refinado e sua voz grave e potente de vinte e tantos anos de carreira, cantando clássicos em releituras ótimas. Pra quem quiser conferir, veja seu talento aqui.


Veja mais sobre:
As mulheres soltam o verbo, o verso & o sexo porque todo dia é dia delas aqui.

E mais:
William Shakespeare, Émile Zola, Giovani Casanova, Federico Fellini, Emmylou Harris, Hans Christian Andersen, Harriet Hosmer, Max Ernst, Raínha Zenóbia & Os contos de Magreb aqui.
Literatura e História do Teatro aqui.
Pequena história da formação social brasileira, de Manoel Maurício de Albuquerque aqui.
A linguagem na Filosofia de Marilena Chauí aqui.
A poesia de Chico Buarque aqui.
Vigiar e punir de Michel Foucault aqui.
Norberto Bobbio e a teoria da norma jurídica aqui.
Como se faz um processo, de Francesco Carnelutti aqui.
As misérias do processo penal, de Francesco Carnelutti aqui.
Boca no trombone aqui.
Todo homem que maltrata uma mulher não merece jamais qualquer perdão aqui.
Teóphile Gautier, Ricardo Machado, Neurodesenvolvimento & transdisciplinaridade aqui.
James Baldwin, Naná Vasconcelos, Raul Villalba, Wanderlúcia Welerson Sott Meyer, Ronald Augusto, Monique Barcello & Lia Rosatto aqui.
A literatura de Antonio Miranda aqui.
Biziga de amor & Programa Tataritaritatá aqui.
O Teatro da Espontaneidade & Psicodrama aqui.
Walt Withman, Mariza Sorriso, Holística, Psicologia Social & Direito Administrativo aqui.
Todo dia é dia da mulher aqui.
A croniqueta de antemão aqui.
Fecamepa aqui e aqui.
Palestras: Psicologia, Direito & Educação aqui.
Livros Infantis do Nitolino aqui.
&
Agenda de Eventos aqui.

CRÔNICA DE AMOR POR ELA
Veja Fanpage aqui & mais aqui e aqui.

CANTARAU: VAMOS APRUMAR A CONVERSA
Recital Musical Tataritaritatá - Fanpage.
Veja os vídeos aqui & mais aqui e aqui.